Cravos na pele, como tratar e remover

A pele é o maior órgão do corpo humano e é também uma espécie de cartão de visita. Se alguma coisa vai mal no organismo, a pele vai denunciar. E se você estiver saudável e feliz, vai ostentar uma pele radiante. Quem nunca invejou aquele rosto sem falhas das capas de revista, que atire a primeira pedra! É claro que, muitas vezes essa perfeição se deve à maquiagem e programas de edição de imagens, mas ainda assim, a busca pela pele perfeita continua.

pele_perfeita
Quando passa a fase da adolescência, a impressão é que nunca mais teremos que lidar com cravos e espinhas (ainda mais espinha inflamada). Que engano! Eles continuam aparecendo de vez em quando. Na fase adulta, as mulheres são mais propensas à acne porque sofrem maiores variações hormonais e distúrbios endócrinos.

Tendemos a acreditar que acne só se manifesta na forma de espinhas, mas essa doença de pele se refere ao conjunto de manifestações, ou seja, cravos pretos, cravos brancos, cistos e as temidas espinhas.

A acne está associada ao aumento da  produção de hormônios sexuais masculinos (testosterona). Esse aumento afeta as glândulas polissebáceas, que passam a produzir maior quantidade de secreção gordurosa. A incidência é maior em áreas com maior número de folículos pilosos como rosto, costas e parte superior do peito.

Causas dos cravos

Há muitos fatores relacionados ao aumento de cravos na pele. Pode ser por predisposição genética, infecção por bactérias e alteração na produção de hormônios (por isso o aumento durante o período pré-menstrual). Estresse também é um agravante. Muita gente associa o aparecimento das lesões com o consumo de alimentos gordurosos como chocolate, amendoim e frituras, mas não existem estudos concretos que comprovem a relação. Entretanto, algumas pessoas percebem o aumento dos sintomas diante de uma alimentação rica em gordura. Não retirar a maquiagem corretamente e usar cosméticos oleosos contribuiu para a obstrução dos poros.

cravos

Tipos de cravos

Existem os cravos abertos (pretos) e os fechados (brancos) e eles são classificados como a acne em grau 1, sem manifestações inflamatórias.

Os cravos pretos também são chamados de comedões abertos porque aparecem em folículos pilosos que tem a abertura mais larga que o normal. Esses folículos estão obstruídos e dilatados por tampões formados por sebo e células mortas. O que deixa o cravo escuro é a oxidação em contato com o ar e o conteúdo do comedão fica ressecado e endurecido por dentro.

Os cravos brancos, ou comedões fechados ocorrem em folículos pilosos que têm uma abertura microscópica para a superfície da pele e o ar não alcança o seu conteúdo, mantendo o cravo branco e amolecido.

Tratamento

Nunca, jamais, em hipótese alguma esprema seus cravos. Para algumas pessoas é difícil resistir, mas é necessário. Espremer os cravos de forma errada pode infeccionar a região e te deixar com uma cicatriz no rosto. O dermatologista é o profissional mais indicado para tratar todos os tipos de acne. Outro profissional que pode te ajudar com os pontinhos é o esteticista. A limpeza de pele e alguns tipos de peelings são os melhores tratamentos para combater os cravos. Mas nada de tentar fazer esses procedimentos em casa. Só um profissional tem a técnica e os produtos corretos para o resultado ideal.

Woman splashing face with water in bathroom

Cuidados para evitar

Ao contrário do que muita gente pensa, cravos não são causados por sujeira. Lavar o rosto excessivamente com sabonetes abrasivos não vai resolver o problema, pelo contrário, vai causar ressecamento e maior produção de oleosidade natural da pele, podendo até agravar o problema.

Use sabonetes e adstringentes indicados para seu tipo de pele com ingredientes como ácido salicílico e enxofre, que controlam a oleosidade da pele e estimulam a remoção de células mortas. Os esfoliantes também são indicados, mas eles promovem apenas a remoção das células mortas. Existem no mercado alguns produtos como adesivos removedores de cravos e extratores de cravos. Eles podem parecer uma solução mágica e acessível, mas não vão trazer resultados completamente satisfatórios. Como agem de forma superficial, funcionam melhor em cravos pretos e nem sempre conseguem remover todos.

A persistência é a chave para obter a melhora da pele, já que não existe nenhum tratamento que resolva o problema definitivamente. Mantenha uma rotina de limpeza, consulte seu dermatologista para indicação dos produtos e medicamentos certos, use filtro solar todos os dias, alimente-se bem e não esprema os cravos! Deixe que o esteticista faça o trabalho sujo por você. Com todos esses cuidados e paciência é possível melhorar a pele e se ver livre dos cravos gradativamente.

1 comment

  1. Amanda Rocha

    Ameiiiiii esse artigo, realmente sou cheia de espinhas, e não sei mais oque eu faço para melhorar, vou usar essas dicas para ve se consigo melhorar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>